Pular para o conteúdo principal

VUMBORA se pintar


Nos dias 1 e 2 de dezembro na sede do  MUSAS começaremos  uma brincadeira com cores, e açúcar, seguindo programação do VISIO pontos, e em homenagem ao holi,  saiba mais sobre a festa original
segue a programação  Museu de Street Arte Salvador (MUSAS) apresenta durante o Festival de Artes Visuais:

Dias 01 e 02 de dezembro (sábado e domingo)
Entrada franca

Programação:

09:00 live paint em uma das casa com o tema "lugar prometido"
12:00 pausa para o almoço sugerimos almoçar na própria comunidade, necessário a prenotação)
14:00 petit holy celebração das cores (faremos uma pequena alusão ao festival indiano das cores o HOLY, utilizando tinta de maquiagem para pintarmos uns aos outros)
15:00 banho coletivo na prainha do MUSAS
16:00 workshop: como usar o spray na prática artística.
17:30 chá das 5 (daremos agua quente e saches de chá, incentivamos que cada um traga o seu cha predileto).
Obs: durante todo o dia a galeria estará aberta com a expo "STENCIL de Clara Domingas - Cabaio - Iel"


HOLI ou Festival das Cores é um festival realizado na Índia todos os anos entre fevereiro e março, que comemora a chegada da Primavera. Neste dia, as pessoas atiram tintas das mais diversas cores umas às outras, com muita bebida, comida e música. Essa brincadeira começa quando crianças atiram as tintas aos pais e irmãos sendo que, no final, todos estão completamente pintados. Holi, também chamado de Festival das Cores, é um popular festival hindu Primavera observado na Índia, Suriname, Guiana, Trindade, Reino Unido, Ilhas Fiji e no Nepal. Em Bengala Ocidental da Índia e do Bangladesh, é conhecido como Dolyatra (Doljatra) ou Boshonto Utsav ( "Festa da Primavera"). O principal dia, Holi, também conhecido como Dhulheti, Dhulandi ou Dhulendi, é celebrada por pessoas jogando pó colorido e cor da água em si.As  pessoas se comprimentam dizendo “Holi Hai”. Fogueiras são acesas na véspera, também conhecido como Holika Dahan (morte de Holika) ou Chhoti Holi (pouco Holi). As fogueiras estão acesas em memória das milagrosamente escapar que os jovens tinham quando Prahlad Diaba Holika, irmã de Hiranyakashipu, levado-o no fogo. Holika foi queimado, mas Prahlad, um fiel devoto do deus Vishnu, escapou sem ferimentos devido a sua inabalável devoção. Dahan Holika é referido como Kama Dahanam em Andhra Pradesh. Holi é comemorado no dia de lua cheia do mês de Phalugna ou Falguna (Phalgun Purnima), que geralmente cai na parte posterior de fevereiro ou março. Em 2009, Holi (Dhulandi) está em 11 março. Dahan Holika e está em 10 março. No dia 11 de Março de 2009, o festival Holi foi homenageado na página principal do site de relacionamentos orkut. Rangapanchami ocorre poucos dias mais tarde, em um Panchami (quinto dia da lua cheia), marcando o fim das festividades que envolvem cores

  História e Significado Krishna, Radha e Gopis. Os historiadores contam que o Holi antecende em muitos séculos o nascimento de Cristo e são muitas as lendas que explicam o seu aparecimento, em geral remetendo ao temível Rei Hiranyakashyap. Muito vaidoso, ele queria que todos no seu reino o venerassem, mas foi justamente o seu filho Prahlad quem resolveu adorar uma entidade diferente, chamada Lord Naarayana. Hiaranyakashyap combinou com a sua terrível irmã Holika, que tinha o poder de não se queimar, que ela entraria numa fogueira com Prahlad em seus braços para matá-lo. Mas Holika deu-se mal porque ela não sabia que o seu poder de enfrentar o fogo seria anulado quando ela entrasse na fogueira acompanhada de outra pessoa. Lord Naarayana reconheceu-a bondade e devoção de Prahlad e salvou-o. O festival, portanto, celebra a vitória do bem contra o mal e o triunfo da devoção.[1] A tradição da queima Holika ou o "Holika Dahan" vem principalmente a partir desta lenda. Apesar de esta ser uma festa colorida, existem vários aspectos de Holi, o que o torna tão importante para a cultura da Índia. Embora possa não ser tão evidente, um olhar mais atento e um pouco de pensamento revelará o significado do Holi em mais formas do que aquilo que simplesmente se vê. Holi celebra também a lenda de Radha e Krishna, que descreve o extremo prazer que Krishna teve na aplicação de cor sobre Radha e Gopis. Esta brincadeira de Krishna mais tarde, tornou-se uma tendência e uma parte das festividades do Holi.[1]



Teste Musas pre Holi




Por nao encontrar piguimento de cor como na india a equipe musas acabou por experimentar inumeras tintas, tintas de minguau, tintas de hidratante tintas de frutas ate que chegamos as tintas de açúcar, e fizemos esse pequeno teste para dar cor a brincadeira

tinta feita com açúcar e anilina.

Postagens mais visitadas deste blog

Expo Fernando Borges

relatos de Fernando Borges enquanto foi hospedado no MUSASDepois de mais um ano de trabalho em São Paulo, chegam minhas férias e tudo que eu queria era um lugar tranquilo. Tudo acertado pra passar 30 dias na Chapada Diamantina. ANtes de ir, meu irmão baiano, Eládio Machado, me diz que existe um projeto chamado MUSAS em Salvador, eu que eu deveria ir conhecer. Decidi então, ao invés de chegar em Salvador e pegar um ônibus pra Chapada, ficaria uns 2 dias na capital baiana. Chego e vou direto pro Pelourinho, pra me hospedar num albergue. Depois de um passei pela região e todo barulho que tem em cada esquina, só queria ir embora da cidade. A impressão era de que as férias não tinham começado. No dia seguinte, resolvi ir visitar o MUSAS. Não quero me alongar muito, mas pra se ter uma idéia de como fez bem pra mim, acabei ficando 10 dias em Salvador. Além da agradabilíssima companhia de todos do MUSAS, que me adotaram, dia a dia fui me apaixonando pelo lugar, que tem talvez uma das vistas …

A Sereia que nada por Salvador

Quando eu morrer
Voltarei para buscar os instantes
Que não vivi junto ao mar
Nhem-nhem-nhem
Nhem-nhem-nhem
Ô xoronddô É o mar,é o mar
Fé-fé xorondô. (Vinicius de Moraes)
Pra quem nasceu a beira mar ,  criado no cheiro da maresia todo dia, e nos mariscos como sabor constante,para aqueles que quando filhotes  de ser humano esse nosso povo podre bebeu água sem querer sabe que  cada onda  tem uma sereia, cada amor um sal na boca...  dentro d´agua em rebanhos de sereias sempre penso que ela chega com as mantas de pititinga que me cerca ao mergulhar, as vez nem com a chuva forte e doce me traz o momento de abandonar o beijo salgado.. o povo semi nu deitado no colo dela sabe por causa da musica de todas as sereias nos ouvidos que somos donos da roma negra, na costa do nosso mar a sereia tem vários nomes Dandalunda, Janaína,Marabô,  Princesa de Aiocá Inaê, Sereia, Mucunã Maria, Dona Iemanjá e varias casas, no mês de março ela ta grande, e na lua da pra tirar os frutos de dentro dela... tão triste ver co…

Dia 23 de setembro impressões Julio Costa

Fim de linha da Massaranduba.

O nosso povo passa fome e eles com o malote, escutando raiz irredutível, no evento do fim de linha de massaranduba  Thais pensou que essa frase era diferente, nosso povo passa fome  e eles comem ”A LOT” ou seja eles comem tudo, eles quem? ,me perguntava eles quem? Já que nessa oração sabíamos bem quem era o povo e quem passava fome, mais quem comi tudo, quando soubermos e dissermos a todos quem come tudo acredito que algo ira acontecer, fim de linha fim do regime, logo contaremos essa historia, um bando de meninos homens dançando e celebrando a vida,  negros na sua maioria, como é comum só se vê na Bahia, só se vê  no brasil, só se vê na Africa, os exemplos de cada um  fazendo seu movimento em prol do que acredita, fortes tipicamente, característica da grande comunidade, bonitos de pele limpa, jovens sadios e com muita energia, lideres no que se propõem a fazer,  lindas por todos os cantos, e como é normal fortes, tremi de medo ao pensar na força que contr…