Pular para o conteúdo principal

Entrevista com A BANDA O TERREIRO


 Qual o nome da banda? E porque 
O Terreiro. o nome o terreiro vem da necessidade que tínhamos de ter um lugar, um espaço, um terreno fértil pra uma nova música e escolhemos o terreno dentro de uma ocupação do movimentos sem teto no ano de 2009

 Onde e quando nasceu ? 
no dia 08 de julho fazendo uma homenagem a um dos nossos músicos que nasceu nesse dia. 




 Qual é o seu estilo de musica?
É a musica de rua.. o que escutamos no cotidiano. o que chamávamos de "sambão" hoje com a uma ideia cultural




Do que fala suas letras?
falam dos nossos costumes, das religiões de matriz africana, das injustiças sociais e também da relação entre as pessoas.


Pode falar um pouco sobre os integrantes?são amigos de infância que já faziam música a certo tempo. Boca (guitarra/voz), musico e principal idealizador traz experiências desde que nasceu, bem como Alisson (Voz), filhos de músicos criaram a identidade da banda. Valzinho percussionista de outras bandas afro transforma o grupo com seu prestigio, Daniel (Contrabaixo) também amigo de infância traz a experiência de vida e de musicalidade. Shaw (Percussão) ja foi ogan e traz a batida dos terreiros para incorporar ao som do grupo.
Daniel Durães (Baixo)
Alisson Lima ( Vocal)

Valzinho (Percussão)
 Sei que vocês não são so uma banda e tem trabalhos culturais na comunidade CDP, em periperi-Fale um pouco da sua comunidade?
Boca (Guitarra)
É verdade que não somos somente uma banda, mesmo por que a música não dá um retorno financeiro desejado, além do que Alisson (Voz) idealizador do grupo tem uma certa afinidade com cultura e faz com que a arte esteja presente no grupo, assim como os trabalhos sociais que passam a ser nosso combustível. Onde esta inserido o terreiro, é uma comunidade carente e muito humilde, que precisa de pessoas como nós, que traz a cultura pra dentro a fim de amenizar os problemas sociais ali vividos.

  Fale um pouco sobre a experiência com o MUSAS?
A banda nos arcos do MUSAS

 A nossa experiência com o MUSAS é quase o tempo que temos de existência, conhecemos Júlio Costa logo no inicio e foi fundamental pra o fortalecimento do nosso grupo. O musas sempre esteve e está junto com O Terreiro em todos os momentos. Aprendemos com eles uma maneira melhor de ver arte de rua e transmitimos isso em nossa musica. Já viajamos com eles pra encontros de grafite, fizeram nosso cenário em shows, entre outras coisas que fazemos pela arte

Gravação do clip

Quais bandas vocês gostam?
Dentre as bandas que gostamos estão Groundation, Bob Marley and The Wailers, O Rappa, Nação Zumbi ...

  Obrigado por responder a entrevista tem algumas palavras finais para os amantes da boa musica? 
Nós que agradecemos a oportunidade de estar com o MUSAS fazendo a Arte nas ruas. A nossa música é indefinida e possui um campo de áudio muito extenso, ainda somos verdes e buscamos maior conhecimento para fazer vibrar a musica de rua.


E como faz para escutar as suas musicas? 
Quem quiser conhecer nossas musicas 
 http://soundcloud.com/oterreiro 



Veja tambem o clip. Barravento


contato da banda   O Facebook da banda Clic aqui














Postagens mais visitadas deste blog

Expo Fernando Borges

relatos de Fernando Borges enquanto foi hospedado no MUSASDepois de mais um ano de trabalho em São Paulo, chegam minhas férias e tudo que eu queria era um lugar tranquilo. Tudo acertado pra passar 30 dias na Chapada Diamantina. ANtes de ir, meu irmão baiano, Eládio Machado, me diz que existe um projeto chamado MUSAS em Salvador, eu que eu deveria ir conhecer. Decidi então, ao invés de chegar em Salvador e pegar um ônibus pra Chapada, ficaria uns 2 dias na capital baiana. Chego e vou direto pro Pelourinho, pra me hospedar num albergue. Depois de um passei pela região e todo barulho que tem em cada esquina, só queria ir embora da cidade. A impressão era de que as férias não tinham começado. No dia seguinte, resolvi ir visitar o MUSAS. Não quero me alongar muito, mas pra se ter uma idéia de como fez bem pra mim, acabei ficando 10 dias em Salvador. Além da agradabilíssima companhia de todos do MUSAS, que me adotaram, dia a dia fui me apaixonando pelo lugar, que tem talvez uma das vistas …

A Sereia que nada por Salvador

Quando eu morrer
Voltarei para buscar os instantes
Que não vivi junto ao mar
Nhem-nhem-nhem
Nhem-nhem-nhem
Ô xoronddô É o mar,é o mar
Fé-fé xorondô. (Vinicius de Moraes)
Pra quem nasceu a beira mar ,  criado no cheiro da maresia todo dia, e nos mariscos como sabor constante,para aqueles que quando filhotes  de ser humano esse nosso povo podre bebeu água sem querer sabe que  cada onda  tem uma sereia, cada amor um sal na boca...  dentro d´agua em rebanhos de sereias sempre penso que ela chega com as mantas de pititinga que me cerca ao mergulhar, as vez nem com a chuva forte e doce me traz o momento de abandonar o beijo salgado.. o povo semi nu deitado no colo dela sabe por causa da musica de todas as sereias nos ouvidos que somos donos da roma negra, na costa do nosso mar a sereia tem vários nomes Dandalunda, Janaína,Marabô,  Princesa de Aiocá Inaê, Sereia, Mucunã Maria, Dona Iemanjá e varias casas, no mês de março ela ta grande, e na lua da pra tirar os frutos de dentro dela... tão triste ver co…

Dia 23 de setembro impressões Julio Costa

Fim de linha da Massaranduba.

O nosso povo passa fome e eles com o malote, escutando raiz irredutível, no evento do fim de linha de massaranduba  Thais pensou que essa frase era diferente, nosso povo passa fome  e eles comem ”A LOT” ou seja eles comem tudo, eles quem? ,me perguntava eles quem? Já que nessa oração sabíamos bem quem era o povo e quem passava fome, mais quem comi tudo, quando soubermos e dissermos a todos quem come tudo acredito que algo ira acontecer, fim de linha fim do regime, logo contaremos essa historia, um bando de meninos homens dançando e celebrando a vida,  negros na sua maioria, como é comum só se vê na Bahia, só se vê  no brasil, só se vê na Africa, os exemplos de cada um  fazendo seu movimento em prol do que acredita, fortes tipicamente, característica da grande comunidade, bonitos de pele limpa, jovens sadios e com muita energia, lideres no que se propõem a fazer,  lindas por todos os cantos, e como é normal fortes, tremi de medo ao pensar na força que contr…